Hera Consultoria e Treinamento

Notícias Hera Consultoria e Treinamento

Novos Contaminantes Preocupam Especialistas | Estamos todos expostos
O perfluorooctanossulfonato (PFOS) e o ácido perfluorooctanóico (PFOA) foram identificados como contaminantes de preocupação emergente na Austrália. Esses contaminantes pertencem ao amplo grupo de produtos químicos referidos como Perfluoroalquilos (PFAS).

Os PFAS são produtos químicos sintéticos (fabricados pelo homem) estáveis e os produzidos em maior escala nos EUA são o ácido perflurooctanóico (PFOA) e o ácido perfluorooctanossulfónico (PFOS).

Os PFAS são sintetizados desde 1950 e por apresentarem a propriedade de repelir óleo, graxa e água concomitantemente, sempre foi amplamente utilizado ppeloas indústrias que promovem protecção de superfícies, tais como roupas repelentes de água, tecidos resistentes a manchas e carpetes, alguns cosméticos, revestimento para embalagens de papel cartão e finalmente como antiaderente em panelas (Teflon).

A exposição humana a substâncias per e polifluoroalquílicas (PFAS) é uma preocupação de saúde pública que o Centro Nacional de Saúde Ambiental (NCEH) e a Agência de Substâncias Tóxicas e Registro de Doenças (ATSDR) dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) estão investigando a exposição e os possíveis efeitos à saúde associados ao PFAS em mais de 30 comunidades nos Estados Unidos.

Os PFAs tem a propriedade de se decompor muito lentamente no ar dentro de dias ou semanas, mas depois caem no chão, onde podem podem ser encontrados no solo e na água, e por não se decompõrem na água ou no solo podem ser transportados a grandes distâncias pelo vento ou pela chuva.

Portanto, todos nós podemos estar expostos aos PFAS no ar; na poeira, na comida, na água e em alguns produtos domésticos. No entanto, as principais fontes de exposição a PFAs, como PFOA e PFOS, geralmente são da ingestão de alimentos e água potável que contêm esses produtos químicos.

As lactentes podem estar expostos a ALPs, uma vez que esses produtos químicos foram encontrados no leite materno nas pesquisas realizada. Os benefícios da amamentação são bem conhecidos e quase sempre superam qualquer risco potencial, mas você pode conversar com seu médico.

As crianças podem ser expostas aos PFAs no carpete.

Um grande número de estudos examinou possíveis relações entre os níveis de PFAs no sangue e os efeitos prejudiciais à saúde nas pessoas. No entanto, a maioria desses estudos analisou apenas um pequeno número de produtos químicos, e nem todos os PFAs têm os mesmos efeitos sobre a saúde. Pesquisas sugerem que altos níveis de certos PFAs podem:
• aumentar os níveis de colesterol;
• diminuir o quão bem o corpo responde às vacinas;
• aumentar o risco de doenças da tireóide;
• diminuir a fertilidade nas mulheres;
• aumentar o risco de doenças graves como pressão alta ou pré-eclâmpsia em mulheres grávidas.

Neste momento, os cientistas ainda estão aprendendo sobre os efeitos na saúde das exposições às misturas de PFAs.

A USEPA definiu níveis de água potável para PFOA e PFOS de 70 partes por trilhão.

Você pode saber mais visitando o site da USEPA ou o site da Agency for Toxic Substances and Disease Registry (ATSDR).
Hera Consultoria e Treinamento Ltda. Todos os direitos reservados 2012 ©
Labraro